Futebol, Profissional

O Taboão da Serra entrou no estádio Bento de Abreu Sampaio Vidal neste sábado para dar um susto e um monte de pancadas no Marília. O time da casa retribuiu com dois gols, um segundo tempo irrepreensível e uma vitória em casa por 2 a 1 de virada.

Mais que vencer em casa, o Marília estreou uniforme novo – apresentado na sexta-feira – com um grande desempenho no segundo tempo e três pontos importantes. Na primeira rodada o time perdeu em Santos por 3 a 1 para a Portuguesa Santista.

O Marília teve um início de jogo sonolento e caro. Com menos de dez minutos os visitantes já haviam chegado à área do MAC pelo menos duas vezes. Na terceira, um pênalti marcado depois de Fábio Leite desviar a bola com a mão dentro da área.

O uruguaio Acosta, estrela do time de Taboão, bateu no canto direito do goleiro Éder e marcou o primeiro gol da partida.

O gol acordou o Marília, que teve na sequência boas jogadas de ataque e passou a chegar com perigo. Mas o time manteve modelo de jogo embolado no meio-campo, muitos chutões e bolas desperdiçadas. O MAC chegou a marcar, após cobrança de falta, mas o gol foi anulado por impedimento.

No segundo tempo o time voltou com mudanças táticas e de nomes. A entrada de Diego Sales e Fabiano Gadelha deu novo ritmo ao ataque e muito mais criatividade ao meio campo do Marília. O Taboão sumiu no jogo.

Foram muitas jogadas de ataques, cruzamentos e dribles, com alguns exageros com o famoso “último jogo” , que em pelo menos dois ataques prejudicaram a equipe.

Aos 13 minutos Gadelha bateu o escanteio, a bola cruzou a área do Taboão e encontrou Diego Sales na ponta direita do ataque,. Ele cabeceou e empatou o placar. O gol animou a equipe e a torcida, que cresceu ainda mais com a entrada do meia Matheus Marcondele.

Aos 36, Agenor, que durante a partida colecionou bons dribles, entrou na área, limpou a jogada e foi derrubado. Pênalti, que Diego Sales bateu no canto esquerdo do goleiro e converteu. O MAC fez 2 a 1.

O time ainda teve chances para ampliar o marcado, mas administrou bem o jogo e garantiu a vitória. Os pontos negativos da partida ficaram por conta da violência do Taboão, que acumulou a segunda derrota e distribuiu pancadas. Foram cinco cartões amarelos.

Também faltaram torcedores para ver o ótimo segundo tempo do MAC. Apenas 672 torcedores pagaram ingressos, com pouco mais de 400 não pagantes.

O MAC volta a campo na quarta-feira, também em casa, para enfrentar o Monte Azul. Bem ajustado, de roupa nova e em paz com a torcida. A equipe ocupa a 11ª posição e luta para ficar entre as oito primeiras.

MAC – Éder; Marlon, Alessandro Lopes, Giba e Valmir; Agenor, Léo, Fábio Leite (Fabiano Gadelha) e Felipe André (Matheus); Borebi e Gil Paraiba (Diego Sales)
Técnico: Luciano Quadros

Taboão da Serra – Victor Mathias; Vinícius (Weber), Chaba, Rafael Medeiros e Willian; Tiago Silva, Gualberto, Weslen (Igor), Caio e Adriano Gabiru (Dudu); Acosta
Técnico: Axel

Fonte: Giro Marília

Share

Deixe uma resposta