Futebol, Notícias, Profissional

O zagueiro/lateral esquerdo Marcos Vinicius não faz mais parte dos planos do Marília Atlético Clube (MAC) para a temporada 2018, que visa trabalhar com ética, transparência e honestidade.

O jogador que tinha assinado contrato com o MAC procurou a diretoria com uma proposta financeira maior da Portuguesa/SP pedindo a sua liberação, e por não querer atleta insatisfeito e sem foco, o mesmo foi dispensado para seguir a sua vida longe do Marília.

O caso fica ainda mais preocupante para o futebol brasileiro após o vazamento de um áudio do treinador da Portuguesa/SP, Guilherme Alves, que assediou o agora ex-jogador do MAC.

Marcos eu consegui o dinheiro pra você, pra você pegar aqui na mão viu, então se vira aí pra você vir hoje que você vai pro jogo amanhã já“, disse Guilherme no áudio do aplicativo para o jogador.

A diretoria reprova totalmente a atitude do treinador. ANTI ÉTICO. SEM PRINCÍPIOS MORAIS. E que foge a regra do bom comportamento entre os profissionais.

Alerta-se também à todos os clubes brasileiros que fiquem espertos e de olhos abertos para tais condutas TRAIÇOEIRAS e DESLEAIS.

O Marília não entra em leilão financeiro por nenhum jogador. E entende que nenhum atleta é maior que o MAC, e que tais atitudes como a de Guilherme Alves empobrece e diminui o futebol do Brasil.

Por Antônio Carlos “Sojinha” – Presidente do Marília Atlético Clube

 

Share

Comentar