Com 50% de aproveitamento no campeonato, o Marília entrou em campo, pela terceira rodada da Série A-3, jogando a segunda partida consecutiva diante do seu torcedor, no Estádio Bento de Abreu. A equipe vinha de vitória no Abreuzão, de virada sobre o Taboão da Serra por 2 a 1. Destaque da partida, vindo do banco de reservas e marcando os dois gols do Tigre, contra o CATS, Diego Sales ganhou a vaga no time titular e foi a principal novidade no time alviceleste, no lugar de Gil Paraíba.
A alteração deixou o time mais ofensivo e prezando mais pela posse de bola. Aos 9 minutos, Léo Franco recebeu de fora da área com liberdade e resolveu experimentar. O chute passou por cima do gol, assustando ao goleiro José Guilherme. Não chegava ser uma pressão do MAC, mas o tigre continuou tendo as melhores chances. Minutos depois, após bate e rebate, Filipe André avançou com a bola e próximo do bico da área, pelo lado direito, preteriu ao passe com destino a Borebi, pelo chute cruzado, pra boa defesa, sem rebote do arqueiro do Monte Azul.

O MAC seguiu melhor na primeira etapa, mas tinha uma falha: a saída de bola, o que impedia da bola chegar com mais qualidade aos homens de frente. As chances de gol voltaram apenas nos minutos finais. Aos 41 minutos, após cruzamento na área, Marlon ficou com a segunda bola e arriscou de fora, levando muito perigo. No lance seguinte, Léo Franco fez linda jogada pela direita e cruzou para Filipe André que desperdiçou.

No segundo tempo, Luciano Quadros colocou Fábio Leite para ter mais qualidade na condução da bola do meio para o ataque. Marlon Cola foi o substituído. O time melhorou, Juninho Ortega ocupou bem a função de lateral direito e o jogo era defesa contra ataque. Aos 19 minutos, Fábio Leite cobrou falta pela direita, com perigo. Na sequencia, Luciano Quadros colocou o garoto Marcondele no time e aos 29 minutos fez boa jogada pela direita, cruzou na medida, mas Diego Sales perdeu um gol incrível, dentro da pequena área.

O jogo já era dramático para o torcedor maqueano, até que aos 35 minutos, a bola veio cruzada da esquerda, Giba cabeceou e a sobra veio para Léo Franco. O camisa 10 pegou bem demais na bola, que ainda contou com desvio para dormir nas redes: 1 a 0 MAC.

Após o gol, tudo que o Monte Azul não quis jogar durante a partida, a equipe visitante jogou. Aos 38 minutos, com bola dominada na direita, Mateus Borges deu uma cavadinha na bola, que tocou o travessão.

Na reta final da partida a pressão mudou de lado. Aos 46 minutos, Juca recebeu dentro da área, bateu no canto e Éder fez linda defesa. Um minuto depois, o MAC não suportou. Após cruzamento da esquerda, Éder saiu na bola, tocou nela, mas a sobra foi parar nos pés de Élton, que colocou para dentro, empatando o jogo.

Nos minutos seguintes, só deu tempo para uma briga entre os dois times. O árbitro aproveitou e terminou antes do que havia prometido. Final: Marília 1 x 1 Monte Azul.

A equipe alviceleste volta a campo agora sábado, contra o Rio Branco, às 16h em Americana., pela quarta rodada da competição.

FICHA TÉCNICA: MARÍLIA 1 X 1 MONTE AZUL
Local: Estádio Bento de Abreu Sampaio Vidal
Horário: 20h (horário de Brasília)
Data: 8 de Fevereiro de 2017, quarta-feira
Público: 1.305
Renda: 9.365,00
Cartões Amarelos: Valmir. Leandro e Mateus Borges
GOLS: Léo Franco aos trinta e cinco do segundo tempo; Élton aos 47 minutos do segundo tempo.
MARÍLIA: Éder; Marlon Cola (Fábio Leite), Alessandro, Giba e Valmir; Agenor, Juninho Ortega, Léo Franco e Diego Sales; Filipe André (Marcondele) e Borebi (Du Gaia)
Técnico: Luciano Quadros

MONTE AZUL: José Guilherme; Lucas Cerane, Trevisan, Carlinhos (Élton) e Leandro; Pepe, Marcelinho (Danilo Medeiros), Juca e Mateus Borges; David Dener (Renan), Mateus Oliveira.
Técnico: Rafael Guanaes

Árbitro: Marcelo Zamian de Barros
Auxiliar 1: Gilmar Alves da Silva
Auxiliar 2: Rogerio Gustavo Garcia

Texto: Assessoria de Imprensa

Deixe uma resposta